CURIOSIDADES

 

BY… JURACI NEVES

REVISTA LIFESTYLE

Facebook: Revista Lifestyle

 


Dia: 24/11/17

JURACI NEVES – REVISTA LIFESTYLE

OS VESTIDOS MAIS CELEBRES DO MUNDO.

 

Um vestido pode ser mais que uma peça de roupa. Em alguns casos, ele é considerado uma obra de arte, um símbolo ou ícone de uma era. Selecionamos alguns dos vestidos de luxo mais icônicos e caros da história, usados por mulheres especiais em ocasiões únicas.

Grace Kelly


O vestido de noiva de Grace Kelly, de renda com zibeline de seda pura, até hoje inspiração para muitas noivas, foi um presente da MGM Studios e foi desenhado por Helen Rose, que já havia produzido figurinos para a atriz em alguns filmes.
Vestido de gola alta, manga longa, super tradicional, véu bordado de pérolas e flores de laranjeiras. Usado na década de 50, o vestido da princesa de Mônaco Grace Kelly ainda é inspiração para noivas atuais que buscam um toque de romantismo e feminilidade.
Noivas famosas como Kate Middleton e Ivanka Trump já se renderam ao modelo.

Lady Diana – Princesa de Gales

O vestido de Diana foi criado pelos estilistas David Emanuel e Isabel Emanuel. Oficialmente encomendado pelo Palácio de Buckingham, o processo foi concluído em segredo total para garantir que ninguém, principalmente a imprensa do mundo inteiro, pudesse revelar algo do figurino escolhido.
O modelo bufante, que mal deixava transparecer a silhueta, foi uma febre entre as noivas naquele ano. Milhares de cópias foram reproduzidas em todo o mundo.

Jackie Kennedy

Em 1953, Jackie casou com o então senador John Kennedy. Este vestido, usado pela futura primeira dama dos Estados Unidos, marcou época.

Audrey Hepburn em “Sabrina” (1954)


O vestido criado pela Givenchy encantou as mulheres após ser usado por Audrey Hepburn no filme “Sabrina”. Em preto e branco, ele continua sendo uma escolha certeira em qualquer festa de gala. Um corte atemporal, como boa parte dos figurinos da atriz.

Rita Hayworth em “Gilda” (1946)


O modelo sexy com fenda usado por Rita Hayworth é inesquecível, e não foi só ele que virou um clássico após o filme: as ondas abertas e ruivas da atriz continuam inspirando as celebridades nos tapetes vermelhos.

Elizabeth Taylor em “Um lugar ao sol” (1951)

O vestido branco de Elizabeth Taylor pode parecer simples, mas foi um verdadeiro sucesso na época. Ainda hoje ele é o modelo favorito dos colecionadores de figuras e bonecas.

Marilyn Monroe em “Os homens preferem as loiras” (1953)


Criado pelo figurinista William Travilla, o tubinho rosa pode parecer ousado ou até inapropriado nos dias atuais, mas não havia uma só mulher que não desejasse o modelo no ano da exibição do filme.

Marilyn Monroe em “O pecado mora ao lado” (1955)


O vestido plissado frente única de Marilyn Monroe foi votado como a peça de roupa mais icônica de todos os tempos pela British Heart Foundation, uma criação de William Trailla. Quem nunca se deparou com o modelo em alguma festa à fantasia?

Audrey Hepburn em “Bonequinha de luxo” (1961)


Seu nome sempre estará associado à moda, tudo graças a seu grande padrinho, Hubert de Givenchy.
O longo da Givenchy foi eternizado pela atriz no filme “Bonequinha de Luxo”, que transformou o pretinho básico em uma das peças indispensáveis no guarda-roupa de qualquer mulher que preze pela elegância.
O figurino foi um sucesso, marcando não apenas a mudança de Sabrina, mas a transformação de Audrey Hepburn em ícone de estilo. Uma linha divisória foi traçada, as mulheres perceberam que não precisavam ser escravas do espartilho, que a elegância poderia ser mais leve.

Julia Roberts em “Uma linda mulher” (1990)


Você se lembra do vestido vermelho longo usado por Julia Roberts? Quem assistiu ao filme certamente já desejou ter um igual.

 


Dia: 19/08/17

JURACI NEVES – REVISTA LIFESTYLE

A FAMOSA CLUTCH DA BOTTEGA VENETA.

A onda fashion com assinaturas grifadas, deixaram as clutch chiquérrimas com verniz de luxo. As clutch tem a missão de transformar o que poderia ser um look básiquinho, em uma produção cool, cheia de personalidade.

Foto: Reprodução

IMPORTANTE! A bolsa de festas é o elemento que dá o toque final, por isso é importante a escolha do modelo adequado.
Para harmonização perfeita tenha sempre em conta a sua personalidade e o modelito do vestido.
LEMBRE-SE! NÃO É NECESSÁRIO USAR SAPATOS E BOLSA NO MESMO TOM, CHIQUE DEMAIS É BRINCAR COM AS CORES E ESTAMPAS, POR FAVOR, NADA DE LOOKS COMBINADINHOS. Afffffff!!!!
A Blogueira LALA RUDGE declara “Sempre amei a clutch BOTTEGA VENETA. Acho chiquérrima, e adoro a variação de cores”.
THASSIA NAVES tem sempre uma na mão, nas festas!
Enfim o que é esta bolsinha, tão linda e desejada?

 

Fotos: Reprodução

A clutch clássica BOTTEGA VENETA, sobrevive a qualquer tendência passageira, é linda e sofisticada. Hummm!
Muito elegante portar uma em qualquer evento, reconhecida por quem a conhece, garante a perfeição e a exuberância que as mulheres merecem!
Desde sua fundação, em 1966, a italiana Bottega Veneta vem estabelecendo novos padrões de luxo e estilo, andando sempre na contramão dos modismos de uma estação só.
A grife tem como mote uma elegância discreta e a qualidade extraordinária de seu fatto a mano, características que podem ser sintetizadas com perfeição em uma de suas peças mais icônicas, a clutch Knot.
Concebida há mais de três décadas, a bolsa ganhou novas e cobiçadíssimas encarnações, pelas mãos do alemão Tomas Maier que, com o aval de Tom Ford em seus dias de glória na Gucci (as duas marcas pertencem ao mesmo grupo), assumiu o posto de diretor criativo da Bottega em 2001, e logo sacudiu a poeira da grife, retomando sua relevância no século 21.

 

Fotos: Reprodução

THASSIA NAVES, PORTA UMA BOTTEGA VENETA VERMELHA LINDA!

Foto: Reprodução

 

 

 


Dia: 27/07/17

JURACI NEVES – REVISTA LIFESTYLE

VAMOS FALAR SOBRE QUEIJOS.

Foto: Reprodução

Qualquer que seja o tipo de queijo, a matéria-prima é uma só: o leite, que pode ser de vaca, de ovelha, de cabra e de búfala. Como acontece com os vinhos, as condições climáticas e geológicas têm influência no sabor e no estilo do queijo, já que determinam a forma como o animal é criado e alimentado. Assim, o seu leite terá características específicas e irá determinar o sabor final do queijo.

A quantidade de gordura do leite, integral, semidesnatado, desnatado ou enriquecido com nata, resulta em diferentes tipos de queijo. Em alguns casos se usa o leite cru, não-pasteurizado (cada vez menos comum), como no caso do queijo Taleggio do norte da Itália e a mistura de diferentes tipos de leite; de cabra, vaca e ovelha. A quantidade de água que se elimina no processo de produção do queijo determina a maciez, o tipo de casca e o mofo que irá se desenvolver no queijo. A casca é um dos primeiros aspectos a se avaliar em um queijo.

COMO COMPRAR

Em algumas lojas especializadas se pode contar com a ajuda de funcionários com conhecimento, que dão boas sugestões mas quando você entra no supermercado e se depara com uma grande quantidade de queijos, a escolha pode ser mais complicada. Em caso de dúvida, procure experimentar o queijo antes de comprá-lo. Como acontece com outros produtos, verifique a data de validade, o aspecto e os cuidados com a temperatura à qual o queijo se encontra fato que pode alterar o processo de maturação.

COMO CONSERVAR

Preste atenção na temperatura e verifique sempre se o queijo mantém suas características durante o armazenamento.

Os queijos de massa dura devem ser envolvidos individualmente em filme plástico ou papel-alumínio, neste caso, faça alguns furos com um garfo para que o queijo possa respirar e não ressequem.

Os queijos de massa macia como Brie e Camembert devem ser mantidos no próprio papel da embalagem, que já é especial para sua conservação e guardados na geladeira, assim como os frescos e fundidos.

Os que apresentam mofo interno (os azuis) devem ser envolvidos em papel-alumínio.
Para conservar queijos duros por pouco tempo, deixe-os em uma queijeira, com base de madeira e tampa de vidro, que não feche hermeticamente, permitindo que os queijos respirem.

OS TIPOS DE QUEIJOS

Os queijos podem ser classificados de acordo com o tipo de leite, a textura, o grau de maturação e a intensidade de seu sabor e aroma. A classificação mais comum é de acordo com a textura; queijos duros e semiduros, macios, frescos etc. A consistência dos chamados queijos duros varia de lisa e fácil de cortar até a áspera e granulada.

Queijos duros: Emmenthal, Gruyère, Grana (parmesão), Provolone, Pecorino, Chedar e Gouda.
Queijos macios: Brie e Camembert,
Queijos azuis: Roquefort e Gorgonzola.
Queijos frescos: Queijo de cabra, Cream Cheese, Ricota, Cottage, Mascarpone e Feta.

Queijos e vinhos sem conflito

Ainda que nosso inverno não seja rigoroso, é comum nessa época do ano reunir os amigos para saborear queijos e vinhos. Apesar de ser esse um hábito antigo, a mistura não é tão simples quanto parece. O vinho errado pode matar o sabor do queijo, o contrário também é verdadeiro. Veja algumas sugestões de harmonização:

Como harmonizar uma tábua de queijos

Houve uma época em que os queijos eram servidos no lugar da sobremesa nos países europeus. Até hoje, os queijos costumam ser servidos para finalizar a refeição (antes ou depois da sobremesa) em países como França, Grã-Bretanha e Itália. Saiba como escolher os queijos e acompanhamentos para compor uma tábua de queijos, seja para terminar uma refeição ou para servir como aperitivo.

Queijos frescos

Muito apreciados pelo paladar nacional, os queijos frescos são ideais para iniciar uma reunião e pedem vinhos brancos frescos, secos, com boa acidez e aromáticos, como o Gewürztraminer, Riesling, Moscatel e Malvasia. Vale abrir também uma garrafa de um rosé. A maioria dos queijos cremosos de leite de cabra também casam perfeitamente com esses vinhos.

Queijos macios

Tanto o Brie quanto o Camembert combinam com vinhos brancos estruturados, como um Chardonnay que tenha permanecido em barrica de madeira por algum tempo. Um Sancerre é outra alternativa de primeira. Tintos leves, pouco tânicos, como os do Vale do Ródano, os conhecidos Côtes du Rhône, ou um cru Beaujolais, são outros exemplos de boa companhia.

Na Normandia, região de origem do Camembert, acompanha-se esse queijo com goles de calvados, destilado feito de maçã, assim como a sidra, o fermentado da mesma fruta. Um Camembert maduro e de boa procedência não fará feio se for saboreado com um champanhe.

Queijos azuis

O sabor complexo e picante do Roquefort combina com um Sauternes, vinho francês de sobremesa de alta concentração de açúcar. No caso do italiano Gorgonzola, a combinação clássica é um tinto leve como um Valpolicella nobre, um Barbera ou Bardolino.

Arrisque também com um Passito di Pantelleria, o vinho licoroso da Sicília. Você verá que não fica nada mal. Outra possibilidade é abrir um Moscatel português.

Queijos duros

Em geral, esses queijos são reservados para a seqüência final, uma vez que com sabor demasiadamente marcante, acabam ofuscando os demais.

As virtudes de um Parmiggiano Reggiano ou de um Grana Padano são ressaltadas com tintos potentes como um Cabernet Sauvignon Reserva chileno, um Amarone della Valpolicella ou um Zinfandel californiano encorpado.

O Pecorino vai bem com vinhos de médio corpo. Vale provar com um Malbec argentino, por exemplo. O Malbec traz uma doçura que produz um interessante contraste com esse queijo.

Queijos semiduros

Queijos como o Emmenthal, o Gruyère e o Queijo-de-Minas curado e semicurado ficam bem com tintos leves, no máximo de médio corpo, como um Côtes du Rhône, um Pinot Noir ou um Beaujolais (feito com a uva Gamay, já tem versões brasileiras), todos poucos tânicos.

Também vão bem com alguns italianos mais leves como o Barbera e o Dolcetto. Podem ser bons parceiros brancos secos como os Chardonnays estruturados que permaneceram em barricas de carvalho.

Os holandeses Gouda e Edam e o italiano Asiago têm sabor mais pronunciado e pedem vinhos potentes, como os da uva Shiraz – não a casta original francesa Syrah, mas sua variação espalhada pelo Novo Mundo (Austrália, África do Sul, Argentina).

Também formam ótima parceria com um Rioja Reserva, um Cabernet Sauvignon proveniente do Chile ou mesmo um Tannat uruguaio.

O Provolone pode ser associado com um Chianti Clássico, tinto da Toscana, ou um outro tinto de médio corpo. A Mussarela funciona bem com um tinto leve ou de médio corpo.

Para acompanhar

Os bons queijos deveriam ser degustados ao natural, sem nenhum acompanhamento. Portanto, ao escolher itens para acompanhar uma tábua de queijos tenha em mente que o sabor deve ser sutil e não pode mascarar o ingrediente principal. Veja algumas sugestões:

Pães frescos, de casca crocante e sabor neutro, para não “brigar” com o queijo. Nada de pães com frutas secas, nozes, tomate ou azeitona. Frutas da época também podem ser incluídas. Mas evite as de sabor mais ácido (limão, abacaxi, kiwi) e as muito doces. As mais indicadas são maçã, pêra, uva e figo.

Frutas secas, como uva passa, damasco, ameixa e figo, combinam muito bem com queijo, principalmente os duros, como o Parmesão e o Pecorino. As frutas oleaginosas, como noz, castanha de caju, castanha-do-pará, amêndoa e avelã, também são bons acompanhamentos.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 10/07/17

JURACI NEVES – REVISTA LIFESTYLE

BAILE DE GALA NO MUSEU METROPOLITANO DE NEW YORK.

Baile do Met 2015 – Veja os looks mais ousados e as escorregadas fashion da noiteBaile do Met 2015 – Veja os looks mais ousados e as escorregadas fashion da noite.

Foto: Reprodção

Aconteceu em Nova York, no Metropolitan Museum of Art, MET, o famosíssimo e concorrido Baile de gala do MET comandado por Anna Wintour, toda poderosa da Revista Vogue. Para a moda, o Baile do MET é o evento mais esperado do ano.

Foto: Reprodução

A cada ano, o museu inaugura uma mostra que explora diferentes vertentes do universo fashion.

Ano passado, por exemplo, foi o casamento entre moda e tecnologia, que rendeu looks de viés tecnológico, muitas cores metálicas e até aplicações de LED.

Este ano, o tema é a designer japonesa Rei Kawakubo e sua marca Comme des Garçons. Esta é a primeira vez que um estilista vivo recebe uma homenagem desse porte desde Yves Saint Laurent, que foi tema da exposição do Costume Institute do MET em 1983.

Muitas produções foram ousadas e exóticas numa total referência a estilista e suas criações. Separei algumas inspirações para você conferir o que está em alta e escolher aquele look “Deuso” pra próxima festa.

O tema era China, mas teve famosa que não se importou com isso e preferiu fazer a sexy, independente de qualquer dress code. Ousadia não faltou!

Foto: Reprodução

Por outro lado, teve ainda quem preferiu se apropriar de maneira extravagante dos elementos orientais e exibiu visuais caricaturados, bastante controversos.

Foto – Reprodução

O transito de celebridades com roupas sexy este ano bateu o Recorde.

Foto: Reprodução – Kendall Jenner

Adriana Lima foi ao Baile do MET com um vestido Alberta Ferreti. Um pretinho com decote, frente única e fenda, nada básico e ousado. Para um casamento eu editaria e ou fecharia o decote ou fecharia a fenda. Os dois seria demais. Mas ela tá diva e suprema.

Foto: Reprodução

Candice Swanepoel foi sem medo de ser diva. Eu amaria usar um vestido como esse. Você não?

Foto: Reprodução

Daisy Ridley foi com um vestido assimétrico e com cauda Oscar de La Renta. Aquele drama de alta costura que sonho usar numa escadaria. Antes não tinha amado tanto, mas depois me apaixonei.

Foto: Reprodução

Reese Witherspoon foi com um vestido azul e preto que acho a cara de uma madrinha chique para um casamento à noite. Salvaria na pastinha. É moderno e ao mesmo tempo elegante.

Foto: Reprodução

Katie Holmes também usou um vestido Zac Posen que achei essa manga com babados sem caimento, mas no geral está lindo. A cor é uma das favoritas para madrinhas e é um clássico “sereia com cauda” que também gostaria de usar nessa existência.

Foto: Reprodução

Taylor Hill também como um vestido inspirador para madrinhas de casamento. Um tomara que caia bordô que merece ir para a pastinha das madrinhas.

Foto: Reprodução

Emma Roberts usou um vestido que vejo perfeitamente no próximo casamento (salva a inspiração). Amei a cor vermelho cereja e usaria perfeitamente.

Foto: Reprodução

Miranda Kerr foi com um vestido rodadíssimo, com saia ampla, uma coisa meio anos 50, romântico e com um cumprimento meio ingrato, poderia ser ir até o chão, mas enfim, não sei vocês mas eu sonho usar um vestido assim.

Foto: Reprodução

Jessica Chastain usou um vestido que é uma perfeita inspiração para madrinhas de casamento ao ar livre, seja campo ou praia. Amei esse amarelo candy color e toda a leveza do modelo. Merece ser salva essa referência.

Foto: Reprodução

Elle Fanning usou um vestido Miu Miu no Baile do MET, cuja produção completa é uma inspiração paramadeimoiselles. O vestido tem corte princesa e segue nessa vibe lúdica de princesa da Disney. Amo o azul serenity e toda a fluidez do vestido. Também ficaria perfeito para madrinhas de casamento ao ar livre.

Foto: Reprodução

Jennifer Lopez até coberta é maravilhosa. A diva usou um vestido Valentino com transparência que não mostra nada. Parece-me uma capa ou seria um poncho? De toda forma é um chiffon de seda e vejo esse vestido para uma mãe de noivo que deseja beleza e elegância.

Foto: Reprodução

Emily Ratajkowski usou um tubinho Marc Jacobs, mas veja bem, não é um mero tubinho, é um tubinho todo trabalhado no paetê, inspirado no quadro The Starry Night” de Van Gogh. Apenas maravilhoso. Fica a inspiração e referência.

Foto: Reprodução

O que dizer sobre Blake Lively? Deusa absoluta? Vestido escandalosamente lindo? Desejo uma mega sena da virada para usar esse Versace. Está salvo na minha pastinha para esse momento apoteótico quando me tornarei uma milionária.

Foto: Reprodução

A dona do Baile do MET, a dona do coração de Tom Brady, inclusive os dois eram anfitriões do Baile do MET 2017. Ela usou um vestido Stella McCartney relativamente com modelo simples, não é mesmo? Mas o recheio é simplesmente Gisele Bundchen.

Foto: Reprodução

E pra você? Qual o favorito ou o mais lindo da noite? Não faltam inspirações para o vestido de festa que você sonha. Inspire-se.

 

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 09/06/17

JURACI NEVES – REVISTA LIFESTYLE

ESPUMANTE COM GELO.

 

Já provou espumante com gelo?

Eles começaram a aparecer de mansinho, como quem não queria nada, causando espanto em todo mundo, repulsa em alguns e até fortes paixões.

 

Foto: Reprodução

Os espumantes feitos especialmente para se tomar com gelo chegaram nas lojas brasileiras, com a missão, de acordo com os fabricantes, de arrebanhar novos seguidores para o vinho. Um espumante feito para se tomar com gelo é diferente do espumante convencional. Ele tem as características amplificadas para que não sofra com a diluição. É mais doce, tem a “mousse” mais concentrada, e é mais aromático.

 

O Brasil com duas pedrinhas na taça

Foto: Reprodução

O gelo também entrou nos espumantes brasileiros. A Chandon foi pioneira e lançou seu Passion Rosé Démi-Sec especialmente para se tomar com duas pedrinhas de gelo e servido em taça de vinho branco, de olho na moda que já rolava no exterior.

Chama o espumante de “drinque”. Quem provar este corte de Pinot Noir com Malvasia de Cândia e Moscato Canelli encontrará uma bebida superdoce, com aromas de pêssego e um “perlage” menos delicado do que se espera de um espumante fino.

 

Mais Opções

Foto: Reprodução

A Famiglia Zanlorenzi lançou o Lunar Ice, um corte de Chardonnay e Trebbiano feito pelo método Charmat.

 

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 03/06/17

JURACI NEVES – REVISTA LIFESTYLE

IRIS APFEL.

Foto: Reprodução

A principal marca da fashionista, são os grandes óculos redondos, combinando com colares e pulseiras coloridas, batons em cores vibrantes, vermelho, pink, e laranja, Iris Apfel, a musa das fashionistas, licenciada em história da arte, foi editora do jornal Women Wear Dally. Decoradora e amante da moda é hoje um ícone da moda americana, e talvez a mulher mais emblemática do planeta. Sua luta no momento e para que a Alta Costura olhe, também, para as mulheres mais velhas, criando uma linha de roupas com mangas. Tem sido atendida já por algumas grifes.

Foto: Reprodução

Entrou para o mundo da moda aos 84 anos, foi descoberta por Harold Koda em 2005, quando expos sua coleção de roupas orientais, badulaques, óculos e jóias no Metropolitan Museus of Art, sucesso absoluto de público e crítica. Agora, depois de muito sucesso, é Garota Propaganda da Campanha “Olá aqui estou Eu”, de Pulseiras Wearables, desenhadas por ela, que entre outras funções tem um sistema de localização por GPS e uma lista de números de emergência, que pode salvar vidas!

Foto: Reprodução

Vamos mostrar que estilo não tem idade, quem disse que as vovós não podem ousar na moda??? Elas podem ser fashion, vestir looks incríveis, que caem bem em qualquer idade. O público da terceira idade é muito interessante e anda chamando atenção no mundo todo, mulheres lindas e estilosas, bem sucedidas, resolvidas, de bem com a vida, prontas para serem felizes, família criada, com tempo para cuidar de si, viver e ser feliz, Liberta! Na idade de fazer o que tem vontade…

Foto: Reprodução

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 22/05/17

Juraci Neves – Revista Lifestyle

CASAMENTO DE PIPPA MIDDLETON E JAMES MATTHEWS.

Foto: Reprodução

A imprensa britanica e o JET SET internacional esperavam com  certa ansiedade o casamento de Pippa ,irmã da princesa KATE ,com o milionário inglês James Matthews

O badalado casamento aconteceu na manhã deste  sábado ,em BERKSHIRE na Inglaterra na igreja St. Marks Englefed

A recepção apenas para 300 convidados ,aconteceu na residencia da familia da noiva. A noiva veste um vestido  de renda assinado por Giles Deacon Usou uma coroa simples e um véu de tule curto que cobria seu rosto

O look de KATE MIDDLETON,é  da grife de Alexander McQueen

Presentes a cerimonia os príncipe  ,WILLIAMS ,cunhado da noiva,e o príncipe Harrys com a namorada.

Lindo cortejo, as meninas com vestido rodado curto, levam nas mãos  uma cestinha de vime Tudo muito chique e requintado.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 10/05/17

Juraci Neves – Revista Lifestyle

OS DRINKS QUERIDINHOS DAS FASHIONISTAS.

Uma pausa para falar dos DRINKS, hummm deliciosos e muito apreciados pela galera nas festas.

Foto: Reprodução

Os bares estão em alta, oferecem uma onda de glamour e requinte ao evento! Amooooo. É lá onde a galera se encontra, rola uma paquera, um papo legal. Sempre é colocado em local estratégico, próximo a pista de dança, é visto por todo lado, local de encontro e de dança. Os barmens são sempre bombados, lindos ou pelo menos simpáticos, alto astral e ótimos dançarinos!

Foto: Reprodução

Contribuem sobremaneira para a animação da festa.

Euzinha, sempre fui do club do Wisky, Red, Swing e Logan meus preferidos, agora me vejo com um drink de TANQUERAY, tipo “London Dry Gim” com limão siciliano, muito bom mesmo! Já chego na festa com o desejo de  tomar um dos muitos sabores desta bebida inglesa, que junto com o delicioso APEROL faz a cabeça da turma no calorento verão europeu.

Foto: Reprodução

Muito chique e requintado, servir um drinque na sua festa Uauuuu!

Abuse nas taças, escolha aquelas com formatos e tamanhos bem chamativos, aquelas que só de olhar na mãos de outrem, dá uma vontade enorme de provar,enche os olhos!

Passarei algumas receitas mais conhecidas, porém nada impede de criar sua própria receita! Vamos lá:

Gim London Dry com Champagne

Foto: Reprodução

INGREDIENTES

  • 25ml de Gim Tanqueray, London dry gim.
  • 10ml de suco de limão siciliano.
  • 5 ml de xarope de açúcar (receita abaixo)
  • Champagne para cobrir.
  • Casca do limão para enfeitar.

Vamos precisar de uma taça linda e uma coqueteleira!

 

MÉTODO

Encher a coqueteleira com gelo.

Adicione o Tanqueray, o suco do limão e o xarope de açúcar.

Agitar bem até gelar.

Coar.

Colocar na taça, completar com o Champagne (não usar o gelo da coqueteleira )

Decorar com a casca do limão.

OBS: DRINK FORTE, prefiro os que levam água tonica ao invés do Champagne, e uma folha de hortelã para aromatizar ou cravo da India! KKK

RECEITA DO XAROPE

  • 500ML de água bem quente.
  • 1kg de açúcar.
  • Misturar até dissolver o açúcar, já pode utilizar.

 

Spritz

Drink ideal, para a borda da piscina em dias ensolarados! Muito comum na ITÁLIA no verão, principalmente nos hotéis. Na piscina do Luna Baglioni de Veneza é servido o melhor SPRITZ, drink a base de Aperol.

Bebida refrescante pode ser consumida o ano todo nos trópicos, muito chique e deliciosa!  Vamos à receita:

Foto: Reprodução

INGREDIENTES

  • Bastante gelo picado
  • 3partes de aperol
  • 2 partes de Proseco
  • 1parte de água com gás
  • Uma fatia de laranja para decorar
  • Taça bonita e coqueteleira

Vamos tomar e curtir o calorzinho em boa companhia ou de noite na balada!

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 19/04/17

Juraci Neves – Revista Lifestyle

MAIS RESTAURANTES EM LISBOA QUE QUASE NENHUM TURISTA CONHECE.

Neste POST continuo a listar mais alguns endereços de maravilhosos restaurantes de Lisboa, alguns deles nada ou pouco conhecidos dos turistas, alguns desconhecidos até mesmo pelos próprios moradores locais. Vamos conhecer mais restaurantes entre os queridinhos de Lisboa!

CANTINHO LUSITANO

Foto: Reprodução

Bem no meio do labirinto das ruas do bairro Príncipe Real, a dois passos do Parlamento Português, o Cantinho Lusitano é o exemplo de uma boa casa de petiscos portugueses. Recomendo experimentar os pratos do dia, como a seleção de queijos e charcutarias, caracóis cozidos, feijão fava com salada cominho, bacalhau com salada de grão de bico e muitas outras delícias portuguesas. Para a sobremesa, considero uma obrigação experimentar o requeijão com doce de abóbora. O Cantinho Lusitano é um estabelecimento sóbrio e bem iluminado com capacidade para apenas 20 pessoas, por isso reservas são recomendadas.

Rua dos Prazeres, 52 – Lisboa – Tel: 218 065 185

VARINA DA MADRAGOA

Foto: Reprodução

A Varina da Madragoa, apelidada, com justa razão como “a melhor das pataniscas de Lisboa”, fica perto do Museu de Arte Antiga e é um símbolo do bairro da Madragoa. Foi ao sabor destas iguarias, normalmente servidas com feijão vermelho, cozido de arroz ou migas, que o escritor José Saramago teve a ideia para a sua obra-prima, “O Livro do Desassossego”.

O peixe é sempre uma boa opção, especialmente o bacalhau, que vem grelhado na perfeição: Pele comestível crocante com carne translúcida junto à espinha. Considero a Varina da Madragoa uma excelente escolha para quem procura um restaurante com autêntica cozinha típica portuguesa, com preços acessíveis e honestos.

Rua das Madres, 34-36 – Lisboa – Tel: 213 965 533

 

TASCA DO VIGÁRIO

Foto: Reprodução

A Tasca do Vigário é um pequeno tasco, ou seja, um restaurante muito simples e típico, com quatro ou cinco pratos do dia a preços imbatíveis. A comida é ótima e o público é composto por pessoas muito amigáveis. As porções são extremamente generosas e o cozido apresenta carnes magras, tenras e saborosas.

É um bom lugar para quem está de passagem pelo bairro de Alfama, pois fica muito perto do Mercado das Pulgas, do Panteão e da bela Rua dos Remédios, está quase sempre lotado depois do meio-dia, por isso atrasos não são recomendados.  O grande atrativo é a imersão na bonita vida de Lisboa.

Rua do Vigário, 18 – Santo Estêvão, Lisboa – Tel: 218 876 534

 

ZÉ DA MOURARIA

Foto: Reprodução

Sem placas indicativas, este pequeno restaurante, normalmente é localizado pelas enormes filas à porta, especialmente após o meio-dia. Descobrimos o local por indicação de taxistas que nos falaram da boa comida, disseram que varia todos os dias e que é pouco frequentado pelos turistas.

É muito comum ver todas as pessoas no restaurante comendo calamares fritos. Uma porção dá para 4 pessoas. As lulas são muito suaves e o sabor… Uma coisa do outro mundo!

Rua João do Outeiro, 24 – Lisboa

 

PONTO FINAL

Foto: Reprodução

Localizado no final de um passeio ribeirinho, do outro lado do Rio do Tejo, o acesso é pelo “Ferry” do Cais do Sodré (lado de Lisboa) a Cacilhas (lado de Almada).

A comida segue os sabores tradicionais portugueses. Sugiro o bacalhau com grão-de-bico e as sardinhas escabeche, que são servidos com pão alentejano. Para prato principal, recomendo os jaquinzinhos com arroz de tomate.

Cais do Ginjal, 72 – Almada – Tel: 212 760 743

 

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 22/03/17

Juraci Neves – Revista Lifestyle

ALGUNS RESTAURANTES EM LISBOA QUE QUASE NENHUM TURISTA CONHECE.

Lisboa, porta de entrada da Europa, uma cidade encantadora. Cesar Macedo, que já morou por terras lusitanas, vai recordar com saudade alguns endereços de queridos restaurantes da cidade, nada ou pouco conhecidos dos turistas, alguns abertos há mais de 50 anos, que seguem recebendo a clientela cativa por várias décadas. Listarei a seguir alguns estabelecimentos que até alguns moradores locais desconhecem. Vamos conhecer os queridinhos dos lisboetas!

MERENDINHA DO ARCO

Fica ali junto ao Arco do Rossio. Famosa por servir o melhor peixe espada grelhado na brasa, o bacalhau com grãos, o guisado de vitela e legumes. Peça o vinho verde da casa, hummm! Bom demais! Para acompanhar sua refeição. Prove o licor de uva oferecido ao final, grátis e muito bom!  Atenção! local muito simples, espaço pequeno, apenas para 30 pessoas, mas sempre muito bem recomendado. O prato do dia é sempre uma boa pedida.

Rua dos Sapateiros, 230 – 1100-581 Lisboa

 

A BAIUCA – RESTAURANTE E FADO

Não esperem amigos um fado tradicional, luxuoso, com cantores famosos para turista ver. Aqui tudo tem um toque lusitano tradicional: Ambiente simples, lotado, dividimos a mesa com outras pessoas, os cantores são os funcionários. Não é barato, mais ou menos 25 euros por pessoa, mas vale cada centavo pago! Experiência encantadora, ambiente muito descontraído. O local tem vida própria, é como estar numa festa com os amigos.  Comida excelente, guisado de tamboril, peixe grelhado na brasa, camarões imensos, polvo, etc. Super recomendo para quem gosta de local animado e de calor humano.

Rua São Miguel, 20 – Alfama – 1100-544

 

REAL MARISQUEIRA-NUNES

Luxo, requinte e gastronomia de excelência, sua propaganda diz tudo sobre o restaurante, do tanque -o mais fresco e delicioso marisco do mundo, do mar -saboreio o melhor marisco de Portugal, do tacho -comida personalizada de acordo com o seu paladar. Famoso o arroz de lagosta, camarões gigantes, mariscos sempre frescos, garoupas, ameijoas e uma cerveja sempre gelada, perfeita! Restaurante caro, mas vale! Comida excelente! Para mim só os peixes, mas quem pode comer marisco… Adooooora!

Rua Bartolomeu Dias, 120 – Belém

 

BICA DO SAPATO

Restaurante antigo, mas continua entre os melhores e mais badalados da cidade. Pertence ao ator americano John Malkovich, fica às margens do Rio Tejo e ocupa um antigo armazém, ambiente sofisticado, porém descontraído. No andar de cima funciona um SUSHI BAR. Atendimento bom, preços caros, comida excelente. O bacalhau a Brás Divino! Brusch fantástico! Ouvi elogios aos mariscos. Racine Mourão é um fiel frequentador.

Avenida Infante Dom Henrique Armazém B Cais de Pedra Santa Apolonia -1900-436

 

TASCA – ZÉ DOS CORNOS

Pasmem! É este mesmo o nome do restaurante…

Muito difícil de encontrar, encravado no centro histórico, ambiente bem simples, popular, comida maravilhosa de alta qualidade! Recomendo o bacalhau na brasa, o coelho frito e, para quem gosta, entrecosto assado.

Beco dos Surradores, 3 – Mouraria, Lisboa

 

ALCANTARA CAFÉ

O Alcântara Café é um dos mais famosos restaurantes da capital de Portugal, Lisboa. O restaurante é um dos preferidos pelos moradores de Lisboa e chama atenção pela sua arquitetura com uma decoração que lembra um teatro com grandes cortinas vermelhas e uma grande porta de entrada. O prédio era um antigo armazém e foi restaurado para a instalação do restaurante que conforme informação em seu site é considerado um dos melhores restaurantes do mundo pela QO Magazine da Itália.Um dos principais restaurantes de Lisboa e um dos mais indicados para quem quer algo reservado e realmente de classe.

Rua Maria Luísa Holstein 15, 1300-501 – Lisboa

 

PIAZZA DI MARI

Restaurante italiano com paredes completamente envidraçadas, a proporcionar uma bonita vista sobre o Tejo. Possui uma agradável esplanada e apresenta uma lista recheada de tentadoras propostas, destacando-se as pizzas na brasa e as pastas, especialidade da casa.

Avenida de Brasília – Pavilhão Poente , Santa Maria de Belém, Lisboa

 

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 21/01/17

Juraci Neves – Revista Lifestyle

Esperamos que apreciem estas fotos que, com certeza, não vemos com muita frequência.

A zebra albina de olhos azuis e listras douradas.

Depois de um terremoto no Japão, um assustado urso panda busca proteção de um policial.

Um beijo na cidade do amor.

Decididamente, este gato não tem vertigem de altura.

No inverno, o local é um parque, mas no verão, quando a neve derrete, transforma-se num lago cristalino. Grüner See, Áustria

Plantações de arroz, China 

Um barco em forma de “ilha tropical” na costa da Islândia.

Pororoca – encontro do rio Amazonas com o Oceano Atlântico, Brasil

Canal subaquático ligando Suécia e Dinamarca.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 12/01/17

Juraci Neves – Revista Lifestyle

RELÓGIOS MASCULINOS – TOP’S

Foi-se o tempo em que os homens precisavam do relógio para ver as horas. Todo mundo usa o celular para isso hoje em dia. Como explicar, então, que a venda de relógios de luxo continua crescendo ano após ano? Simples: mais do que uma simples ferramenta de marcar as horas, eles são peças atemporais de estilo e elegância, que há séculos eleva o visual de homens pelo planeta. Mas quais são, afinal, as marcas mais desejadas?

A Audemars Piguet, nascida na Suíça em 1875, oferece alguns dos relógios mais complexos, belos — e caros — do mundo. O do exemplo custa US$ 270 mil.

Há várias marcas seculares nesta lista, mas nenhuma é mais antiga do que a suíça Vacheron Constantin, de 1755, usada por muitos imperadores e presidentes desde sua criação, entre eles Napoleão Bonaparte. Quer entrar neste seleto grupo?

Quase todas marcas dessa lista nasceram na Suíça, como você já deve ter reparado. A Panerai, criada na Itália em 1860, é uma das exceções.

A Hublot tem uma história meteórica. Enquanto quase todas as marcas desta lista são centenárias, ela foi fundada na Suíça em 1980 — ou seja, há apenas 35 anos. Mas rapidamente ela se consolidou como uma grande relojoaria mundial. Há diversos modelos lindos.

Enquanto a maioria das relojoarias suíças fica na região oeste do país, onde se fala francês, a IWC é a única grande do leste — e tem o alemão como língua oficial da empresa. Não espere gastar menos de US$ 3 mil num relógio da marca, que nasceu em 1868.

Conhecida por seus relógios de aviador, a Longines foi fundada na Suíça em 1832. Eles têm o logo mais antigo de todas as relojoarias, que traz um relógio alado. A Longines é muito procurada por seu custo benefício, pois tem vários modelos ótimos entre US$ 1 mil e US$ 8 mil.

A Patek Philippe é considerada por muitos a relojoaria mais sofisticada do planeta. Ela nasceu na Suíça, em 1851, e sempre foi uma escolha popular entre a nobreza europeia O relógio mais caro já vendido na história, em leilão, é deles: o The Henry Graves Supercomplication, por US$ 24 milhões.

A suíça Breitling é de 1884, foi a inventora do cronômetro moderno e é muito popular entre os aviadores.

Famosa por seus relógios e jóias, a francesa Cartier estreou em 1847, e teve sempre uma relação bem próxima com a realeza britânica.

O bronze do ranking ficou com a suíça TAG Heuer, fundada em 1860. A marca é conhecida pela precisão dos cronômetros e possui um vínculo forte com a Fórmula 1 — tanto que Senna usava um de seus relógios e, mais atualmente, Lewis Hamilton também.

É a escolha de James Bond; cronometra as Olimpíadas desde 1932. Foi o primeiro relógio usada na lua. Precisa dizer mais? A Omega foi criada na Suíça em 1903.

Sem surpresas no primeiro colocado, certo? A Rolex é um ícone mundial da sofisticação e foi eleita a 65ª marca mais valiosa do planeta pela Forbes. Fundada na Inglaterra em 1905, ela acabou migrando para a Suíça pouco tempo depois. Hoje tem uma presença forte no esporte, especialmente tênis e Fórmula 1.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 16/12/16

Juraci Neves – Revista Lifestyle

Perfumes

          A sedução do perfume atravessa os séculos. Assim como o homem sempre procurou o elixir da juventude, tenta também fazer o perfume perfeito, de rastro infinito. Alguns, pela raridade de seus ingredientes, são acondicionados em frascos sofisticados e lançados em edições limitadas, que se tornam objeto de desejo.

Os perfumes femininos clássicos são ideais para quem tem alguma dúvida na hora de comprar uma fragrância. Com eles, não tem erro. Por serem perfumes tão famosos, pode ser que você ache os preços um pouco caros, mas é o preço que se paga pela qualidade.

Notou que os melhores perfumes tem como país de origem a França? Não é por acaso que os perfumes franceses são tão famosos, eles realmente estão entre os melhores.

          O Brasil é, em volume, líder mundial no consumo de perfumes, com 28,9 milhões de litros em 2009. Um perfume importado é bastante caro. Muitas pessoas estão adquirindo estes produtos em locais de livre comércio e de pessoas que estão voltando sempre dos Estados Unidos ou da Europa com produtos para revenda. Recomendo um pouco de cautela na hora de comprar, porque o comércio falsificado de perfumes tem crescido a cada dia. Ainda mais no Brasil, que se cobra um imposto absurdo pelos produtos importados e nosso consumo de perfumes tem aumentado ainda mais. O mais recomendável é comprar nas lojas e locais de confiança e bem falado pelos clientes.

Os queridinhos da CHANEL

Les Exclusifs No.22

        Josephine inclui a Chanel na lista dos aromas mais sexy e sedutores do mundo. Porém, segundo ela, não é o tão famoso No. 5 que faz a cabeça dos homens. “Se você me perguntar, acho o No. 22 muito, muito mais sexy. Se o Chanel No. 5 é descolado e indiferente, elegante e feminino, esta fragrância é sua irmã mais velha, mais bem-vestida e sensual”, descreve a especialista.

Coco Mademoiselle

        Mas nem só de nº5 vive a Chanel. O Coco Mademoiselle foi criado há treze anos com o objetivo de conquistar o público jovem. Com um frasco semelhante ao Chanel nº5, a fragrância é moderna e tem toques de laranja e bergamota.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 08/12/16

Juraci Neves – Revista Lifestyle

O Kobe Beef é considerado o ouro vermelho da cozinha.

Foto: Reprodução

Considerado o ouro vermelho da cozinha, a carne de Kobe é considerada a melhor e mais cara carne do mundo, o seu sabor é único, e não se compara a nenhuma outra. 

Certamente dentro do “top five” dos melhores ingredientes que possuímos no mundo, o Kobe beef é a excelência em carne. Extraída da raça bovina Wagyu, o preço e o delicioso sabor do Kobe beef são justificados pelo tratamento de luxo dos animais.

Os bois são criados a base de grãos especiais, e possuem cerveja e maça na alimentação, o que concede a carne características únicas.

A principal característica do Kobe beef, é possuir uma grande concentração de marmoreiro, que é a gordura entre as fibras. A gordura fica entremeada na carne, e por isso ela é extremamente macia e saborosa. Os animais da raça Wagyu possuem predisposição genética para acumular o dobro ou mais de gordura, e para evitar a criação de músculos, são criados para se locomover o mínimo possível.

São animais criados para não se estressar, e por isso ficam confinados antes do abate, para não criar músculos, e para concentrar o máximo de gordura na carne, resultando em maciez, suculência e alto teor de sabor.

Os animais bebem cerveja diretamente da garrafa, pois segundo os criadores, estimula a comer mais. Além disso, são escovados todos os dias com saquê para eliminar as moscas e carrapatos, recebem seções de massagem regularmente, fazem acupuntura, dormem em tapetes térmicos e escutam musicas clássicas para acalmar os ânimos. Uma verdadeira vida de luxo, que vai resultar em uma carne com textura, sabor e cor incríveis, que custa aproximadamente 500 reais o kg.

Foto: Reprodução

Em São Paulo experimentamos a iguaria no Varanda, uma das referências da gastronomia paulista quando se fala de grelhados, o restaurante é um dos pioneiros na preparação do Kobe Beef, que é servido em três cortes americanos: Ribeye, Chorizo (contrafilé) e Tenderloin (Filé Mignon).

Em Fortaleza é possível encontrar o Kobe Beef no Santa Grelha.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Dia: 08/12/16

Juraci Neves – Revista Lifestyle

Um Exemplo a ser seguido.

Foto: Reprodução

          Pasmem! O lançamento do Rock in Rio 2017 aconteceu com o show de um tenor italiano e uma cantora de axé baiana num evento de cunho ecológico em plena Amazônia.

Foto: Reprodução

O Rock in Rio 2017 acontecerá nos dias 15, 16, 17, 21, 22, 23 e 24 de setembro, no Rio. O primeiro lote de ingressos já está esgotado.  Caso queira participar deste mega evento, fique de olho no lançamento dos próximos lotes. O meu já está garantido! Estive nos últimos dois eventos no Rio e afirmo que é o ambiente é tranquilo e muito seguro e sem atropelos!

Foto: Reprodução

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–Matéria do dia: 13/11/16

Juraci Neves – Revista Lifestyle

Os Top 10 Melhores Perfumes Masculinos de 2016.

          Escolhemos iniciar nossa coluna com uma lista dos Top 10 melhores perfumes Masculinos.
O que torna um perfume único e requintado?
          A raridade das matérias-primas e a pureza dos óleos é que agregam tanto valor ao perfume.
Para se entender o que faz um perfume ser Top!
          É necessário apreciar todo o trabalho e sensibilidade no processo da produção de perfumes. Na maioria das vezes, o perfumista obtém “notas base” viajando e experimentando fragrâncias diferentes de uma série de matérias-primas como frutas, folhas, flores, etc.
Horas incontáveis de trabalho – como misturar diferentes perfumes ou buscar a mistura que resultará em uma fragrância única – são necessárias para que se crie um perfume delicado.
Por exemplo: A madeira de ágar (OUD, em inglês), uma das matérias-primas favoritas dos aficionados, obviamente uma das mais caras, é vendida, frequentemente, por 7.000 dólares por libra (aproximadamente meio quilo).
Por que a madeira de ágar é tão cara? Aqui estão algumas informações.
2
Foto: Reprodução
          A substância é extraída da árvore de ágar do Sul da Ásia. Dizem que apenas 2% das árvores produzem a substância, quando a madeira é infectada por um tipo específico de fungo. A árvore reage produzindo uma resina escura e perfumada, geralmente chamada de “ouro líquido”.
          “Ágar” é usado tanto para nos referirmos à madeira saturada de resina (a madeira ágar) quanto ao óleo destilado dessa madeira. Fonte: fortune.com
 Diferença entre “Eau de Parfum” e o “Eau de Toilette”
          Os perfumes são feitos da mais pura concentração de óleos. No “Eau de Parfum and Extrait”, a concentração de óleo geralmente é maior que 10% e pode chegar a 20%. Já no “Eau de Toilette” a concentração desses óleos é de 5 a 8%.
Isso quer dizer que, no “Eau de Parfum and Extrait” você vai sentir mais intensamente e por mais tempo a fragrância por conta da alta concentração dessas essências.
          Fiz uma lista do que considero os perfumes mais Tops, à base da madeira de ágar (OUD, em inglês), bastante diferenciados e especiais, portanto caros, só encontrados em lojas requintadas como a Neiman Marcus, a Gallery Laffayette, a Sachs Fith Avenue e outras lojas tão afamadas.
          OBS: Caso esteja em Dubai ou em países dos emirados árabes, ou em algum paraíso fiscal, onde não são cobrados impostos, o preço destes produtos fica bem mais em conta.
1.Maison Francis Kurkdjian – Oud Satin Mood
3
Oud Satin Mood, a mais nova introdução à coleção de fragrâncias “OUD mood” inspirada no oriente. Transmite o desejo de trazer o Oriente reluzente à vida. É inspirada na madeira ágar, matéria-prima natural.
O Oud Satin Mood se distingue pelo requinte da harmonia da violeta. A madeira do Laos se entrelaça ao contato com a essência da rosa da Bulgária e da magnífica rosa da Turquia, antes de se aveludar no encontro da rica harmonia do âmbar com o aroma de baunilha.
2.Clive Christian – X for Men
4
X for Men, Na Série X de Clive Christian, as qualidades afrodisíacas do perfume são trazidas à tona. Criado por Geza Schoen. Amadeirado.  Moderno e misterioso com uma atitude que atravessa – porém, respeitosamente – a perfumaria tradicional.
Afirmam os amantes da fragrância que este perfume é algo complexo e muito exclusivo, quente, classudo e masculino. Dizem que apenas 3 sprays são suficientes para um dia inteiro, fica na pele mesmo depois de horas e continua lá mesmo depois do chuveiro.
Apresentado em um frasco de vidro preto revestido de dourado, para saudar a qualidade excepcional deste perfume.
3.Creed – Aventus
5
A fragrância mais popular já criada na história da The House of Creed, Aventus é uma fragrância para homens – também adorada por mulheres – que celebram a força, o poder, a visão e o sucesso.
Lançado em 2010 – e desenvolvido pelas hábeis mãos de Olivier Ceed, perfumista mestre da sexta geração, em colaboração com seu filho, Erwin-Aventus, é inspirado na vida dramática de um imperador da história que lutou pela guerra, pela paz e pelo romance com igual magnitude (sempre em cima do cavalo para cantar a vitória).
Segundo os apreciadores a fixação é boa, é fácil perceber o cheiro de “abacaxi esfumaçado” misturado ao musgo de carvalho. Não é um perfume que projeta muito, mas deixa um rastro legal! Quanto à versatilidade ele cai bem em qualquer ocasião, mas onde ele mais se destaca é em uma noite de primavera/verão, mas se deve evitar o calor.
4.TOM FORD – Soleil Blanc
6
Ilhas privadas e longínquas onde o verão dura o ano todo e cada dia se mescla magicamente com o próximo inspiram o Soleil Blanc, um âmbar floral solar viciante vívivo com refinamento sedutor e opulência refrescante.
A mais nova criação “blend” exclusiva de TOM FORD exala, sem remorso, a busca sem fim do sol e o luxo que define o Soleil de Tom Ford.
5.Bond No. 9 New York – Bond Silver
7
Bem como todas as fragrâncias que nós desenvolvemos para o nosso repertório Bond Número 9, esta trata-se de um gênero masculino-feminino ambíguo.
Nós concebemos o Silver Bond como um “blend” fuliginoso e suave de um incenso entrelaçado (um conceito chave dos anos 60), resina de madeira e âmbar sedutor que remete a um xarope.
Mas só pra complicar um poucos as coisas, nós demos a ele um coração de jasmim, de íris, e violeta, uma fragrância da qual gostamos intensamente.
Esses leves florais dissonantes combinam-se para invocar um efeito metálico, como prata derretendo-se quente, e então, só pra dar um pequeno toque final, adicionamos uma pitada de cedro.
6.Giorgio Armani – Rose D’Arabie L’Or Du Desert
8
Giorgio Armani apresenta o Rose D’Arabie em uma única fórmula – combinada com puro ouro. Os tímidos pingos de ouro se entrelaçam com a fragrância clássica Rose D’Arabie, dificilmente visível quando estática. Mesmo assim, com um simples movimento, a mágica do deserto transforma-se novamente.
Pingos de ouro se elevam e rodopiam como um véu de areia, reluzindo as paredes de vidros transparentes ondulando-se como os ventos dos desertos.
A edição do Rose D’Arabie ‘L’or Du Desert’ deixa rastros deliciosos na pele e a envolve em um sutil véu dourado.  Uma fragrância mágica que captura o espírito e a alma dos desertos.
7.Dolce & Gabbana – Velvet Desert Oud
9
Como uma brisa perfumada soprando pelas dunas do Oriente Médio, o Velvet Desert Oud amortece os sentidos, permeando de maneira tão rápida e poderosa que a perseguição se torna afinal uma reconfortante conquista incondicional.
A fragrância se abre em uma onda inebriante, quase como se para nos avisar: o incenso é o perfume quintessencial do Mediterrâneo e do Oriente Médio, intoxicando, permeando e seduzindo sem hesitações.
Um sinal que anuncia os ricos tons fuliginosos de madeira escura e notas profundas e misteriosas de âmbar que seguem. A percepção se dissolve na celebração final das notas suaves de almíscar, deixando um aroma quente e inebriante de uma conquista bem sucedida na pele por um longo tempo.
8.Burberry Brit Rhythm
10
Uma fragrância IcônicaSexy e Provocativa, Burberry Brit Rhythm é inspirado na adrenalina da musica ao vivo e na energia elétrica do público. O tema da fragrância é o som e ela é inspirada na juventude.
Perfeito para sair à noite e ser lembrado. Essa fragância da Burberry faz parte dos top-sellers da marca e é o queridinho de muitos famosos e blogueiros.
Burberry Brit Rhythm Masculino Eau de Toilette se resume em notas profundas e sensuais de couro amadeirado de benjoim (styrax) e cedro em destaque das vibrantes facetas de verbena-basílico.
9.Dior Eau – Sauvage Parfum
11
 O Eau Sauvage se conservou inegavelmente moderno desde sua criação em 1966. Esta fragrância sensual apresenta uma tomada sofisticada e elegante do perfume cítrico original, com notas de mirra, vetiver e bergamota de San Carlo.
Com um estilo distinto e natural, o Eau Sauvage Parfum exala um magnetismo misterioso e elegante que irá infalivelmente hipnotizar.
10.Bleu de Chanel Masculino – Eau de Toilette
12
Conhecido como o “perfume dos empresários”, o Bleu tem um fragrância clássica, masculina e extremamente elegante, com uma energia feroz e fascinante! Sua fragrância reúne elegância, autoridade e originalidade, sempre acompanhadas por uma sedução enigmática.
Perfeito para estimular os sentidos e ficar na memória, Bleu de Chanel possui um cheiro refrescante, causando um impulso ardente de frescor que percorre a pele. A difusão de um bem-estar libertador.
Dispõe de notas de saída refrescantes de acordes cítricos, vetiver e pimenta rosa.  As notas de fundo se apresentam de maneira sensual com olíbano, gengibre e sândalo.
Bleu de Chanel é irresistível em sua essência, o que faz dele um perfume atemporal e desejado por muitos e conquistado por poucos.

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–